terça-feira, 27 de outubro de 2009

Orfeu e Eurídice

Foto de Fernando Cardoso

*******

Os belos e longos dedos de Orfeu
tiram notas da lira que pacificam os seres
e os elementos
*
Soltam-se sons de jasmim
na música mágica que sagra
de grandeza mítica
o Universo
*
Ondas de opala e orquídeas
crescem nessa crescente paz tranquila
*
Eurídice
emudecida e enamorada
está deitada a seus pés
cingida por um cendal de pérola
*
As notas da lira de Orfeu
siciam o seu amor e acariciam os decifráveis
contornos do ser amado
que lhe devolve
em sorrisos
a harmonia líquida das esferas

3 comentários:

Adolfo Payés disse...

Me gusto tu poema con esas armonías liquidas de tus versos..

Excelente

Un beso

Te dejo Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre..

OUTONO disse...

Momentos...tão belos...

Foi bom vir aqui!!!!!

Voltarei!

F Nando disse...

Linda homenagem ao amor!
Bjs