terça-feira, 25 de maio de 2010

Viagem transatlântica



Ando suspensa num qualquer tempo e nesse deambular sem objectivo vieram ter-me às mãos, pelos CTT (claro está !), os exemplares da colectânea A LIVRE ESCRITA, publicada pela editora brasileira Novitas.

Fiquei feliz, mas não emocionada como noutras alturas em que senti o peso do "meu" livro nas mãos. Dessa colectânea consta um outro português que vive na Alemanha e outros escritores brasileiros.

Hoje não consigo escrever. Só sentir. O que em mim não augura nada de bom. Conheço-me. Habita-me o cansaço. Um grande, imenso, incomensurável cansaço!

É só. É tudo. É talvez nada.

3 comentários:

Poetic GIRL disse...

Olá querida, não estás melhor ainda? Então sentir por vezes é mesmo o que nos resta quando as palavras não querem brotar de dentro de nós. Fiquei contente por ti! bjs

Ana disse...

Olá Natália

Parabéns mais uma vez!!
Saboreia este momento e não penses em mais nada. Qd chegar a hora, verás q a escrita brotará como sempre brotou.
Beijinho

Teresa disse...

E eu já tenho o livro!
Bjs