sábado, 23 de julho de 2011

Sonhos de Criatividade aos Pedacinhos com um toque de Originalidade


Foto de F Nando

Realização. Sonhos que se concretizam. Esperança. Felicidade. Estas são as palavras, as ideias, os sentimentos que me ocorrem quando olho para esta fotografia.
Comecei a escrever as minhas primeiras quadras na primária. Foi também aí que escrevi os meus primeiros textos narrativos. No segundo e terceiro ciclos continuei a escrever. Sempre gostei das aulas de Língua Portuguesa. Apesar da minha timidez, gostava de ler os textos em voz alta. Era expressiva e a dicção perfeita. Os textos que escrevia, as chamadas composições, eram lidos por mim, a pedido dos professores, ou lidos por eles. Elogiavam a criatividade e as palavras eruditas que utilizava nos meus textos. Na verdade, sempre li muito e sonhar de mais!
No secundário, como a escrita destes textos quase não existia, escrevia para mim mesma. Escrevi poemas, cartas, descrições de espaços e de emoções. Enchi cadernos e blocos com esses textos. Facto que continuou na faculdade. Contudo, só os amigos tinham acesso a essa parte de mim.
Com o passar dos anos, já mulher, mais madura, ganhei o primeiro prémio de poesia. Depois decidi-me a participar numa coletânea de poesia (há qualquer coisa, Editorial Minerva). A apresentação do livro foi no Palácio Galveias, em Lisboa. A apresentação foi feita por Ângelo Rodrigues. Os outros autores também estavam presentes. Antes da sessão ter início, deram-me uma centena de exemplares. Senti um cocktail de emoções: ansiedade, nervosismo, felicidade, orgulho, realização.
Anos se passaram e decidi-me a editar uma aventura infanto-juvenil. A apresentação no Fórum Cultural de Alcochete não podia ter corrido melhor. Estiveram presentes amigos, familiares, colegas de trabalho. A apresentação ficou a cargo do vereador da cultura da Câmara de Alcochete, do amigo dinamarquês Niels Fisher, também discursei assim como a minha amiga e ilustradora, Fernanda Azevedo. Neste dia senti-me como uma verdadeira escritora. A falar com os convidados, a vender os livros, a dar autógrafos. Senti orgulho. Estava a realizar um sonho!
Há dois anos participei noutra coletânea. Desta vez os meus textos cruzaram o Oceano Atlântico e foram publicados no Brasil, pela Editora Novitas. Outra fase. Outros textos em prosa e poesia. Recebi os meus exemplares via Correios de Portugal.
Este mês revi o segundo volume da minha coleção infanto-juvenil. Desta vez vou ser mais insistente junto das editoras. Sei que esta aventura é mais empolgante e cheia de de mistério do que a primeira.
Os meus sonhos de criança vão-se realizando aos poucos. Ainda quero ser escritora!

7 comentários:

Eva Gonçalves disse...

Espero que concretizes esse sonho... que passou a ser meu também, :)mas ao qual, confesso não tenho dedicado a devida atenção... penso até que para me didicar a ele a sério, teria de abandonar a blogosfera... :)Beijinho

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Wow... provavelmente até será esse o teu caminho, quem sabe, Natalia :) Entertanto, ficam já estes momentos de fama :) mas que bem :):)

mfc disse...

Muitos e muitos parabéns minha amiga.
Que todos esses sonhos lindos se concretizem.
Mereces.

Beijinhos

Natália Augusto disse...

Querida Eva,
Também desejo que realizes esse sonho e te dediques a ele.
Pode ser difícil, mas hás-de sempre arranjar um tempinho para andar pela blogosfera.

Beijinhos

Natália Augusto disse...

Olá Daniel,

Foram momentos pontuais de "fama" que quero repetir.

Beijinho grande

Natália Augusto disse...

Obrigado amigo pelas suas palavras.
Este é agora o meu projecto, vamos ver se consigo concretizá-lo.

Beijo

N. Barcelli disse...

Espero que continues a realizar os teus sonhos.
Beijo.