segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A Magia da Lente

Gosto de determinadas máquinas. Não têm de ser o último grito em tecnologia, mas têm de ter um certo design. Não para me distinguir dos outros, mas porque gosto de tudo o que é esteticamente belo. Gosto de automóveis! Muito aliás! Todavia não será sobre isso que escreverei. Gosto de máquinas fotográficas!
Citroen Arrastadeira

O meu pai tinha uma que seria uma verdadeira relíquia, hoje em dia, mas que se perdeu ou alguém levou quando nos ausentámos de nossa casa e nos todos instalámos na grande Lisboa depois da sua morte.


Não tenho nenhuma máquina fotográfica xpto. Tenho uma, creio que do meu irmão, que costumávamos levar nas nossas viagens. Ora a usava ele, ora a usava eu. Ele tirava fotos a cores e, chegada a minha vez, depois de gasto os rolos, trocava o último por um a preto e branco. Por falar nisso, ainda tenho um na gaveta da minha secretária.

Sempre gostei de fotos a sépia ou preto e branco. Em criança e, ainda hoje, adoro folhear os álbuns de família. Como eram mágicos para mim. Transportavam-me a um outro tempo onde tudo me parecia fantástico. Os meus avós, a minha mãe e os meus tios solteiros, as festas na vila, os casamentos, os primeiros netos.

Da família paterna não havia tantos registos e se os havia, não tive acesso a eles. Pude ver apenas uns da tropa e outros nos seus primeiros anos do meu pai em França. Mas aí as fotos a cores chegaram depressa. Ainda assim, tenho uma a preto e branco tirada num fotógrafo (que por acaso até se encontra num post deste blogue).


Citroen Arrastadeira

Agora, com as novas tecnologias, converto as fotos que considero preferidas, e que me foram passadas para o computador, em fotos a preto e branco. São automóveis, paisagens, pessoas. E tudo me parece envolto numa aura de magia, num tempo bem distante e tranquilo. Num tempo sem tempo, infinito, cristalizado como uma verdadeira obra de arte imperecível e irrepetível… por mais que se tente!

Nota: Todas as fotos foram tiradas por F Nando e todas elas me transportam ou parecem transportar para um passado idílico ainda que citadino

5 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Querida Amiga

Agradecendo, antes de mais, palavras tão elogiosas sobre o "Suave Milagre" [tu sim, uma mestre a desvendar o que está além das palavras], ia precisamente dar-te os parabéns pelas fotos quando leio que foram tiradas pelo amigo Nando :) Só podia. E sempre gostei do preto e branco, embora não descure a cor. Há uma magia e beleza estética no preto e branco que nem a sépia ou outras versões que existem me seduz.

beijinhos amigos e fizeste muitíssimo bem em digitalizar as fotos. Mas antes de me despedir de todo, deixa-me citar-te aqui:

"E tudo me parece envolto numa aura de magia, num tempo bem distante e tranquilo."

...Que paz...

meus instantes e momentos disse...

lindo post...
muito bom.
Maurizio

F Nando disse...

Acabo por concordar contigo e estas fotos estão muito melhor a preto e branco porque nos transportam para a época destas verdadeiras relíquias.
Bjs

Eli disse...

Também gosto muito das fotos a preto e branco, embora goste também das cores...

Sabes, sinto falta de andar livre só com a máquina para fotografar o que me apetecer.

Agora nem para isso tenho tempo.

Sim, resumindo, é a "magia da lente".

:)

Eli disse...

Ah, e um apontamento para as fotos belíssimas por sinal!

Parabéns ao talentoso F Nando.

:)