segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Amanhã

Foto de F Nando
*******
Amanhã será outro amanhã, um novo dia para mim, que aguarda que algo de novo surja e que sabe, de antemão, que algo súbito vai aparecer. Essa nova aparição trar-me-á conforto e tranquilidade. Mudarei com ela e serei ainda mais eu: mais sonhadora, mais cativa das palavras que escrevi e de muitas outras que vou escrever. Vou ter Cronos do meu lado e vozes interiores, fantásticas para não deixarem que o mais belo e sincero de mim se torne moribundo.
Já vejo as páginas impressas a passarem sob os meus dedos. Cheiro-as, sinto a história, sei que as personagens pulam dentro delas desejosas de conhecerem o meu mundo. O mundo onde elas nasceram. O meu eu onde elas frutificaram como frutos maduros e odoríferos e que um jovem de rasgados e grandes olhos verdes converteu em ilustrações.
Estou em estado de embriaguez criativa, como se estivesse prenhe de novo de ideias lavadas pelo luar. Porque é à noite que tudo me aparece, algum tempo depois de ter bebido os gestos, as vozes, os encontros que acontecem durante o dia.
Renasço de novo. Quantos renascimentos passaram pos mim indeléveis e outros deixando marcas profundas. Apesar de tudo e de quanto me aconteça renasço. Posso sentir-me rasgada, humilhada, incompreendida, ferida, em chagas, mas renasço. E se tiver que gritar, chorar, quebrar a loiça para aliviar a dor, faço-o.
Depois vem a luz. São as palavras solares que nasceram na noite que me trazem gotas de orvalho para matar a sede, o nevoeiro para as encontrar misteriosas, as ondas do mar para molhar meus pés brancos.
Quero as palavras! Sempre. Não importa que seja para me dizerem ou para narrar as minhas histórias de encantar.

10 comentários:

Ana disse...

É isso mm q importa, Natália, q a força nc falte, venha ela de onde vier.
Bjs

F Nando disse...

À espera de palavras...
Bjs

Natália Augusto disse...

Neste momento que atravesso tenho mesmo de ser forte.

Beijos Ana

Natália Augusto disse...

Eu sei Nando. E elas aparecerão, vais ver.

Beijos

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Qual sol que desponta por tras das nuvens, eis que reapareces, embora sempre tivesses la estado.

Um gd beijinho e... ate ja :)

Poetic GIRL disse...

Aqui está a nossa Natália de volta! Agora então agarra-te a essas palavras que tão bem sabes pincelar de cores que nos atraem... cá estaremos para as ler, bjs

Natália Augusto disse...

Tens todaa a razão Lobinho. Mesmo sem cá estar em palavras, a minha presença fazia-se pressentir.


Beijinhos amigo

Natália Augusto disse...

Hi Poetic Girl

Acho que se pode dizer que regresso aos blogues. Notaste o plural?
Muito obrigada pela força.

Beijocas

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Nataliamiga

Adoro estórias e História. E deslumbro-me com as palavras; por algum motivo vivi, vivo e viverei delas e com elas. Sou jornalista e dizem que escritor, com livros publicados. Dizem...

Por isso, os meus parabéns. O teu blogue está muito bom e, também, muito bonito. Excelente design.

E como sempre fiz a minha vida basicamente da escrita, permito-me transcrever o final do teu óptimo texto. Quero as palavras! Sempre. Não importa que seja para me dizerem ou para narrar as minhas histórias de encantar.

PS - Uma sugestão: a verificação de palavras não tem utilidade nenhuma, na minha modesta opinião. Porque não a retiras?

Natália Augusto disse...

Olá Henrique ANTUNES FERREIRA

Que análise poética que me deixou acerca do meu texto. Agora não sei o que hei-de escrever, pois nem sempre as palavras dizem o que a mente e o coração sentem.
Digo-lhe que as suas palavras me emocionaram ao elogiar e reescrever as minhas.
Vou ter em atenção a sugestão.

Obrigada