sábado, 29 de janeiro de 2011

Lâmpada... mas não de Aladino

Foto de F Nando
***
Nos últimos tempos ou chove ou faz muito, muito, muito frio. É Inverno, claro!
Faz hoje precisamente uma semana que fui passear com os meus amigos até à Arrábida. Parávamos para ver o mar de um ponto estratégico e descíamos às praias, que como é compreensível estavam vazias.
Ainda que soprasse uma brisa cortante e o sol só fizesse a sua aparição por breves instantes, divertimo-nos bastante. E fizemos uma ou outra descoberta inusitada e muito reveladora do comportamento português.
Não sendo época de veraneio, o que salta de imediato à vista é o lixo que se acumula em alguns recantos das praias: sacos plásticos, latas de sumo, garrafas vazias, caixas de cigarros, enfim, lixo.
A descoberta mais curiosa e perigosa foi encontrar uma lâmpada que, num momento de desatenção de alguém que por ali passeie, pode causar danos que não desejará.
Esta não é obviamente a «Lâmpada de Aladino», não é preciso afagá-la para que se realizem desejos. Naquele dia transformou-se num artefacto simples que deu origem a uma fotografia artística.
Depois do passeio, fomos todos ao restaurante O Rei dos Chocos, em Setúbal. O que foi o almoço? Choco frito evidentemente. Estava tudo delicioso. Antes do regresso a casa ainda deambulamos pelas ruas da cidade. Foi um dia fantástico!

9 comentários:

Ana disse...

Fico feliz pelos teus passeios, Natália, mesmo que "aches" esses pequenos indícios de falta de civismo.
Hum... e esse choco frito... até há bem pouco tempo estava-me vedado, agora já posso comer!!
Beijo grande

Rafeiro Perfumado disse...

Ainda antes de ler o teu texto reconheci a ilha, fui muitas vezes até lá com o meu pai, pescar. E é giro como vista de terra parece uma ilha sólida quando na realidade está toda retalhada.

Beijocas!

Natália Augusto disse...

Olá Ana,

Os chocos estavam deliciosos! Quando puderes vai até lá. Se calhar até já conheces.

Beijocas

Natália Augusto disse...

É giro como guardamos boas memórias de certos lugares que fizeram e fazem parte das nossas vidas.

Bj

pinguim disse...

Deixaste-me com a água na boca, com a referência aos chocos fritos.
Adoro!

Natália Augusto disse...

Eu também, Pinguim. Adoro-os bem fritos e estaladiços. Há-os assim em Sesimbra! Tenho de os ir lá provar!!!

Bj

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Adoro praias desertas. Pena que, mesmo nessas ocasiões, o lixo nos faça recordar a presença humana e as enchentes de Verão.
A propósito.. sabe que construíram em Espanha um hotel ( de 5 quartos) feito de lixo recolhido nas praias?
Bom fds

Natália Augusto disse...

Sim, li acerca disso. Também já se constroem habitações com materiais recicláveis.

Bom fim-de-semana.

Carlos Sameiro disse...

Olá

Não é a "Lâmpada de Aladino", é uma vulgar lâmpada e isso leva-me a ter uma ideia, usar a imaginação, a ser criativo e assim "gira o meu mundo".
Boas lâmp... digo, boas ideias!

Agradeço a visita ao meu blog.
Cumprimentos
Carlos Sameiro