sexta-feira, 8 de abril de 2011

Dantes




Foto de FNando
(Alcochete)

*******

Agora sei o que são semanas longas, longuíssimas e solitárias.
Agora sei que nem sempre preencho as horas vazias com o que gosto.
Agora sei que o dia tem mais de vinte e quatro horas sem palavras poéticas.
Agora sei que me aborreço de mim mesma por estar tão quieta e dormente.
Agora sei que há este mundo feito de ansiedade e receios.
Agora sei que há fins-de-semana cinzentos com raios de sol invisíveis.
Agora sei que tudo que se foi deixou um vazio incomensurável.
Agora sei que a dor vem de dentro e se instala sem me pedir.
Agora sei que há lugares para quem tem hemorragias internas de dor aguda e insana.
Agora sei que me morro a cada dia, mês, ano que passa.
Agora sei que me procuro mais por não saber estar onde outros estão.
Dantes nada sabia ao certo embora o pressentisse.
Dantes tudo me parecia certo e bem.
Dantes tinha asas e voava ao encontro dos meus sonhos.
Dantes queria viver intensamente, aprender tudo, ser sempre outra.
Dantes é tão longe e tão doce e acre!
Dantes acreditava ser feliz e não o era.

10 comentários:

Eva Gonçalves disse...

Dantes acreditavas ser feliz, e eras...
Agora deixaste de acreditar que eras e deixaste de ser...
Serás feliz de novo quando acreditares que foste, e que um dia serás, mesmp que o não saibas...
Beijinho

✿ chica disse...

Que linda mudança!bela poesia! beijos,tudo de bom,chica

Natália Augusto disse...

Olá Eva,

Reconheço que tens razão e que é assim. Hei-de ter mais dias felizes.

Beijos

Natália Augusto disse...

Obrigada Chica. Tudo de bom também para você.

Beijo

;)

Sinhã (açorda não) disse...

o que eu vejo é que agora gostas-te. quero ver mais disso.:-)

Natália Augusto disse...

Olá Sinhá,

Gostei que visitasses o meu cantinho e que gostasses dele.

Bj

mfc disse...

... amanhã vai estar um sol lindo!
Vais ver!

Natália Augusto disse...

Sei que vai estar, mas, por vezes, não o sinto. Depois volta tudo ao normal.

:)

Mari Amorim disse...

Natalia,saudades daqui.

Muito intenso,as mudanças sempre são difíceis,mas sempre tão benéficas!
Boas energias,uma semana iluminada!
um abraço amigo,
Mari

Carlos Sameiro disse...

Olá!
A felicidade é um momento.Estamos felizes,porque surge algo que pode proporcionar a felicidade, como a visita de um amigo,oferta de uma flor,um colega que nos ajuda no trabalho, um lindo amanhecer... Não é permanente. A vida é assim, feita de coisas boas e menos boas.
É nesta diferença, que temos de viver ou saber viver.
Creio que a felicidade e a infelicidade, é algo comum a todos.
A questão é que temos de aproveitar esses momentos de felicidade.
Seja feliz...

Abraços
Carlos Sameiro