quarta-feira, 13 de abril de 2011

O BEIJO


Robert Doisneau

***

Beijo-te ardentemente
num gesto impulsivo de opala
sem hora e sempre
com sabor transparente ao nosso
after

Beijo-te bem intensamente
no corpo todo e que sei meu
e aninho o meu no teu abraço
doce

Beijo-te apaixonadamente
nos lábios de rosa veludo
sentindo um arrepio terno de sentimento
único, irrepetível, sensível

Beijo-te, beijo-te, beijo-te
sempre e sem hora
agora

5 comentários:

Eva Gonçalves disse...

:) Essa foto é muito bonita. As palavras também. Os beijos são sempre bons... :)

mfc disse...

O beijo é de uma intimidade total... e faz-nos sonhar!

Natália Augusto disse...

Eva,
esta é uma das minhas fotografias preferidas do fotógrafo francês.
Obrigada pelas suas palavras.

Beijos

:)

Natália Augusto disse...

Concordo plenamente MFC.
O beijo faz-nos sonhar!!!


:)

pinguim disse...

Talvez seja esta foto o melhor testemunho de sempre, do que é um beijo.
É já intemporal.