quinta-feira, 22 de abril de 2010

DIA MUNDIAL DA TERRA

Foto de Nuno Martins
**********
O Dia Mundial da Terra foi criado em 1970 por um homem e político com preocupações ecológicas. De seu nome Haylord Nelson, senador norte-americano, foi o primeiro que convocou o primeiro protesto nacional contra a poluição. Apesar desta informação, não se sabe ao certo quem decretou esse dia. O que se sabe é que se comemora a 22 de Abril, já lá vão quarenta anos.
A TERRA, pelos sucessivos acontecimentos que têm vindo a ocorrer, mostra-nos que o Homem não a respeita. Não sei se o termo mais correcto para classicá-la é a TERRA está "enferma", "doente", ou se está a "procurar curar-se". Tenho uma certeza simples: a TERRA é a nossa casa. A TERRA tem-nos enviado vários alertas: cheias, subida das águas do mar, degelo dos pólos, furacões, trombas de água, vulcões há muito adormecidos que entram em erupção, terramotos, deslizamento de terras, muito frio, muito calor... Se todos os continentes sofrem e um número considerável de vidas humanas se perdem, então não me venham dizer que é normal!
Devíamos tratar a TERRA com respeito e amor e muita educação. É isso que ELA nos está a pedir.
Como reduzir as emissões de dióxido de carbono? Optando por energia alternativas não poluentes. Como manter as cidades, os espaços verdes, as florestas limpas? Colocando no caixote do lixo ou respectivo contentor o lixo. Fazer a triagem do lixo logo nas nossas casas para o pôr no ecoponto. Como combater a desflorestação? Impedindo o corte de árvores e a sua aquisição por empresários. Há outos materiais que substituem e muito bem a madeira. A criatividade humana faz maravilhas... desde que queira, claro. Desde que os políticos e chefes de governo queiram.
O mais ridículo nisto tudo é que só existe um DIA MUNDIAL DA TERRA, quando todos os dias afinal são dias da TERRA, isto para que nós e as gerações vindouras possam viver neste planeta. Mas antes disso, também eles têm de ser educados para estas preocupações ambientais!

8 comentários:

Mari Amorim disse...

Nathalie querida,

Nós, os povos do Mundo:
Reconhecendo com gratidão que a Mãe Terra nos dá vida, nos alimenta e nos ensina e provê de tudo o que necessitamos para viver bem;
Reconhecendo que a Mãe Terra é uma comunidade indivisível de seres diversos e interdependentes com os que compartilhamos um destino comum e com os que devemos nos relacionar de formas que beneficiem à Mãe Terra;
Boas energias
Mari

Teresa disse...

Temos as mesmas ideias. Tomara que todos se preocupassem como nós.
Bjs

Natália Augusto disse...

Olá Mari

nem todos os povos da Terra reconhecem a sua importância. Esperemos que tomem consciência que precisamos dela e mudem o seu comportamento.


Beijos

Natália Augusto disse...

Pois é minha querida Teresa. Se todos pensassem como nós a Terra estaria salva.


Beijinhos

Ana disse...

Natália,

Se calhar é sinal que as coisas vão mal quando temos de inventar dias mundias para lembrar alguma coisa, será?´

Bj

Natália Augusto disse...

Querida Ana

Acho que tens razão. Muito bem observado.


Beijinhos

Fatucha disse...

olá Nathalie! Tens toda a razão em tudo o que escreveste. Sem dívida alguma que a nossa CASA já começou a dar sinais de desagrado pelo comportamento dos seus inclinos, há já muito tempo! Mas acredito nos esforços e boas acções que se teem vindo a fazer nesse sentido para manter a Terra curada...bjs:)

Natália Augusto disse...

Olá Fatucha,

apesar de tudo também alimento essa esperança. Os homens do poder têm apenas de agir rapidamente.

Beijocas e bom fim-de-semana.