quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Montmartre: outrora e agora



As duas últimas vezes que estive em Montmartre senti que muita da atmosfera mágica se tinha perdido.
A famosa e mais procurada Praça de Tertre com as suas ruas estreitas, esplanadas, pintores e retratistas viam-se ocupadas harmoniosamente por todos. Mas que prazer perdermo-nos nas pequenas ruas estreitas e descobrir toda essa vida genuína e palpitante.
Hoje em dia, as ruas outrora espaços privilegiados e consagrados aos artistas, foram completamente ocupados pelas esplanadas de cafés e restaurantes. Todos eles passaram para as franjas exíguas dessas ruas de comes e bebes.
No entanto, não podemos nunca esquecer que Montmartre não é apenas uma das zonas de boémia de artistas, poetas e escritores.
Da Catedral de Montmartre o olhar estende-se pelos principais monumentos de Paris. É uma das mais belas vistas panorâmicas sobre a capital francesa seja dia ou noite.
Nunca me canso de observar a paisagem parisiense onde a vida, a arte, a beleza sempre se encontram.

3 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

"Hoje em dia, as ruas outrora espaços privilegiados e consagrados aos artistas, foram completamente ocupados pelas esplanadas de cafés e restaurantes. Todos eles passaram para as franjas exíguas dessas ruas de comes e bebes."

Já la fui ha algum tempo, mas nessa altura ainda era como na foto...

Natália Augusto disse...

Os interesses económicos mudam tudo "Lobinho". A arte fica para um outro plano, que nem posso apelidar de segundo.
Só se representa para não se esquecer um passado muito mais rico a nível cultural. Como é pena! É só para turista ver!

Teresa disse...

A primeira vez que fui a Paris tinha 18 anos e a Place du Tertre fascinou-me. Tudo tão diferente de Lisboa!
Da última vez, há 8 anos, já notei uma grande diferença, muito mais restaurantes e esplanadas e um ambiente menos genuíno. Nem imagino agora! Até tenho receio de lá ir!
Bjs