sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Ídolos

Foto de F Nando
*******
Uma belíssima mulher
Sensual, elegante, com um olhar de feiticeira
Um ídole, um ícone, um mito
Uma diva, uma estrela, uma mulher
A paixão por homens possíveis e
impossíveis
E uma morte precoce
Envolta em mistério
Assim ficou na história do cinema
Marylin Monroe

2 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Sem dúvida uma estrela carente, a chanel nº 5, a que via no homem que se imortalizou em "Até Sempre" nao apenas o seu amante, mas também o seu amor, o seu irmão, o seu amigo, o seu psicólogo, o seu confidente.

terá morrido de noite depois de alguns telefonemas. A solidão sempre foi má companhia. Marilyn úm ícone também da solidão e do estrelato que nao basta.

Natália Augusto disse...

Sem dúvida que a solidão é uma má companheira. Os pensamentos fervilham na nossa cabeça enem sempre nos apaziguam, antes pelo contrário...

Beijos, amigo