domingo, 7 de fevereiro de 2010

«A Pirâmide Invertida"

Museu do Louvre
*******
Nem sempre reparamos no que nos cerca. Às vezes, são necessários dias ou novas visitas para vermos melhor o que nos cerca.
Há descobertas espontâneas. Parece que são elas que enfeitiçam o nosso olhar. Outras há que são indicadas por certos livros, reportagens, revistas.
O Museu do Louvre não é um museu qualquer. Para além das diferentes alas, há vários átrios que podemos visitar e onde até nos podemos perder, na verdadeira acepção da palavra.
Depois de ter visitado o Museu do Louvre por várias vezes, só depois de ler o livro O Código Da Vinci, de Dan Brown é que passei a ter curiosidade em ver "ao vivo e a cores" a "pirâmide invertida". Como me passara despercebida, eu que sou tão atenta a tudo, chegando mesmo a descobrir pormenores que ninguém antes tinha reparado ou visto?
Mas logo que pude, fui certificar-me que existia. E não é que existia mesmo? Não era ficção...

8 comentários:

Eli disse...

Olá !

Nunca visitei esse museu tão conhecido, mas é um dos meus objectivos numa visita a Paris! Gostei dessa pirâmide e vou ficar atenta!

:)

F Nando disse...

Tantas vezes passamos num local e há um dia que reparamos que algo está diferente pois esse pormenor sempre lá esteve e só naquele dia o vimos...
Beijos

Kim disse...

Às vezes não queremos ver o que está à frente do nosso olhar, outras, temos a vida de pernas para o ar e não sabemos.
No Louvre também é normal isto acontecer. Por mais que olhemos nunca vemos tudo.

Adolfo Payés disse...

Me gusto..

Un abrazo
Saludos fraternos...

Que tengas una semana excelente..

Olga disse...

Nunca fui a França. Quase nunca saí do meu cantinho. Mas quando li o livro, e a descrição era tão fabulosa, primeiro pensei que estivesse lá, depois fiquei com uma curiosidade muito grande em conhecer a pirâmide invertida ao vivo. Um dia vou a Paris. Beijinhos. Obrigada pela visita ao meu bloguesito.

AVOGI disse...

Conheço o Louvre. J´a o visitei , ma acredito qu não vi com olhos de ver devido ao tempo que iríamos ficar em paris. e eram tantas coisas para visitar. mas lembro-me da pirâmide à entrada do museu. Adorei o Louvre. e digo que o visitei durante 3 dias. e mesmo assim ficou mal visto.

Natália Augusto disse...

Pois é meus amigos, para ver o Louvre e todos os seus encantos e obras são necessários vários dias e, mesmo assim, fica sempre alguma coisa para ver.
A quem nunca foi a Paris, aconselho vivamente a sua visita.
Há tanto para ver e sentir em Paris... Amo essa cidade, embora nunca tenha lá vivido.

Beijinhos.

Obrigada pela vossa visita.

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Ver o Louvre é um pequeno tormento a começar na entrada e continuando pelas imensas alas. Um dia nao chega, e dois também não. Eu reparei que havia um triângulo de vidro, chamou-me a atenção, mas nao me pus a pensar se era uma pirâmide oun um quadrado ;) Todavia, tal como diz o Nando, ha tanta coisa na qual nao reparamos no pormenor...

beijinhos amigos